Para 2022, o presidente da ACM, Cristiano Fernandes, espera que o governo adote políticas públicas de estímulo ao empreendedorismo (Foto/Divulgação)

 

Com foco no apoio às empresas associadas, na disseminação de conhecimento e informações e na união das entidades empresariais em favor do setor produtivo, a Associação Comercial do Maranhão (ACM) inicia 2022 projetando ações relevantes para o empresariado. Nesta terça-feira (11), a partir das 19h30, o presidente da entidade Cristiano Barroso Fernandes, reúne virtualmente os diretores da Casa para tratar de pautas importantes. A primeira reunião de 2022 apresentará um balanço das ações empreendidas pela ACM no ano passado, o Calendário de Eventos que serão realizados nos próximos meses e outras iniciativas.

De acordo com Cristiano Barroso Fernandes, 2022 segue com bastantes desafios para a economia do Maranhão, que busca sua retomada em meio a um cenário de incertezas – reflexos da pandemia da covid-19 e suas variantes, além, claro, de ser um ano de transição política, que gera ainda mais expectativas para a sociedade e, parte do que está programado na agenda da ACM para este ano, serão ações ainda mais direcionadas, de representatividade, articulação política, de suporte, orientação e ações sociais, para apoiar o empresário local na condução de seus negócios, independente do seu setor de atuação.

O presidente da ACM, ao fazer um rápido balanço do ano de 2021, ressalta que o empresário maranhense, mesmo com a chegada da vacina, esperou do Poder Público ações de alto impacto que pudessem reverter de fato a situação sem precedentes vivenciada na economia do Maranhão. Para ele é necessário que, em 2022, o governo adote políticas públicas de estimulo ao empreendedorismo e medidas concretas, que possam aumentar o percentual de sobrevivência de muitas empresas, entre elas a desburocratização de serviços, o diferimento de impostos, de redução de ICMS em alguns produtos .

Gostou? Compartilhe!
Share on Pinterest
Compartilhe com um amigo(a)










Enviar