Em pleno Centro Histórico de São Luís, entre a D. Pedro II e a Montanha Russa, a Praça dos Poetas, vem para valorizar o que há de mais ludovicense – belezas naturais e arte (Fotos/Divulgação)

 

Prestes a completar 408 anos de fundação, a cidade de São Luís, conhecida pelos seus belos e históricos logradouros – que se confundem com a própria trajetória cultural da capital -, vai ganhar de presente de aniversário uma praça que é pura beleza, charme e romantismo. É a Praça dos Poetas, instalada na esquina da Av. D. Pedro II, com a Rua Newton Bello (Montanha Russa), Centro Histórico, que vai ser entregue ao público na programação do aniversário da cidade, 8 de setembro, construída pelo Governo do Estado.

Na opinião do vice-governador Carlos Brandão, a obra  valoriza o que há de mais ludovicense – belezas naturais e arte. A Praça dos Poetas, além de “um mirante com vista de tirar o fôlego”, segundo ele, homenageia dez escritores e poetas maranhenses: Ferreira Gullar, Catulo da Paixão Cearense, Nauro Machado, Sousândrade, Bandeira Tribuzzi, José Chagas, Gonçalves Dias, Maria Firmina, Dagmar Destêrro e Lucy Teixeira. Viva o Maranhão e viva São Luís!

Construída pelo Governo do Estado, a obra será inaugurada durante a programação dos 408 anos da cidade
Interpretação de poemas

A propósito, na programação de inauguração da Praça dos Poetas, teremos a participação do artista performista Uimar Junior, mas não interpretando poema de Mariana Luz, como fez em evento recente da Academia Itapecuruense de Ciências, Letras e Artes (AICLA), em Itapecuru (MA). Uimar vai dar vida, por meio de seu trabalho cênico e coreográfico, aos poemas “Maré Memória”, de José Chagas e “Prece à Boca da Minha Alma”, de Nauro Machado.

Vale destacar aqui ainda um pouco da história deste grande artista. A trajetória artística de Uimar é marcada pelos inúmeros prêmios que já recebeu. Nascido na cidade de Codó (MA),  ele começou na arte cênica aos dezoitos anos, movido pelas orientações do professor Cosme, quando era aluno da tradicional Escola Técnica Federal do Maranhão. A partir de então, participou de inúmeras peças teatrais, dentre as quais Incursão a Flor do Lácio, Reisado, Abc da Cultura Maranhense, Aves de Arribação, Professor Pardal e o Cachimbo da paz, Andar …sem parar… de transformar, A revolta dos Perus, Barrela. Durante sua passagem pelo Rio de Janeiro em temporada com o monólogo “Maré Memória”, no Teatro da Praia, atuou em “O Conquistador, Aprendiz de Feiticeiro e o Gato de Botas”.

A poesia dará o tom da nova praça com declamações e performances de artistas locais. Na foto acima Uimar Junior no ensaio de “Maré Memória” de José Chagas
Gostou? Compartilhe!
Share on Pinterest
Compartilhe com um amigo(a)










Enviar