O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, vistou hoje o novo ambulatório do Hospital de Câncer do Maranhão (Foto: Julyane Galvão)

 

Em funcionamento desde a última sexta-feira, 7, o novo Ambulatório do Hospital de Câncer do Maranhão, localizado na antiga Clínica São José, região central de São Luís, já realizou 30 atendimentos de observação e 23 internações. O espaço passou a integrar a rede estadual de saúde para atender aos casos leves da Covid-19, porém, com a diminuição dos casos da doença na capital, foi destinado ao atendimento ambulatorial de pacientes com câncer, oferecendo ainda o Serviço de Pronto Atendimento (SPA).

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, visitou o espaço nesta terça-feira, 11, e falou sobre a importância deste novo equipamento de saúde para os pacientes oncológicos do Maranhão. “Durante muitos anos, o Hospital de Câncer do Maranhão tinha um serviço de pronto atendimento com poucos leitos disponíveis. Agora, aumentamos em cinco vezes o número desses leitos, são 45 leitos exclusivos no atendimento de emergência do paciente oncológico. Um ganho extraordinário para o hospital e ganho também para os pacientes em tratamento de todo o estado”, destacou o gestor.

O novo ambulatório, cuja capacidade diária de atendimento poderá chegar à 100 pessoas, além de atender a demanda reprimida de pacientes, irá descentralizar os atendimentos hoje realizados apenas no ambulatório do Hospital de Câncer, evitando a aglomeração de pacientes, e será também referência para atendimento de pacientes oncológicos com a Covid-19.

Novo Ambulatório do Hospital de Câncer do Maranhão (Foto: Julyane Galvão)

 

Já o Serviço de Pronto Atendimento, que antes funcionava no Hospital de Câncer, será totalmente transferido para a antiga Clínica São José com disposição de 45 leitos de emergência, como explica o diretor clínico do Hospital de Câncer, Dr. José Klérton Araújo. “A abertura deste anexo do Hospital de Câncer do Maranhão vai possibilitar o direcionamento dos pacientes a um atendimento mais rápido. Trouxemos o nosso serviço de atendimento de emergência para a clínica e a regulação continuará sendo realizada pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR), a unidade que nós temos dentro do hospital que regula os pacientes de outras unidades via sistema”, explica o diretor clínico.

O novo equipamento de saúde já está beneficiando pacientes em tratamento oncológico, como a dona Maria José da Silva, 48 anos. Moradora da Vila Luizão, dona Maria, que trata um câncer de intestino, conta que deu entrada no Serviço de Pronto Atendimento na última segunda-feira, 10, sentindo muitas dores, mais logo foi atendida e medicada. “Fui muito bem atendida, me encaminharam imediatamente para tomar a medicação, rapidinho eu fiquei boa e consegui dormir sem dor. Estou achando maravilhoso esse novo espaço é muito acolhedor”, elogia a paciente.

A nova unidade objetiva também a retirada de todos os pacientes oncológicos que costumavam aguardar nas UPAS a abertura de vagas no Hospital de Câncer, que atualmente trabalha com 133 leitos. (fonte Governo do Estado)

Gostou? Compartilhe!
Share on Pinterest
Compartilhe com um amigo(a)










Enviar