Maranhenses disputam Copa Pacífico de Águas Abertas em Salinas no Equador

Nedilson Machado
Henrique Figueirinha é esperança de medalha na Copa Pacífico/Campeã brasileira absoluto, Carol Hertel disputará competição no Equador (Fotos/Divulgação)

Nesta semana, Carol Hertel, Henrique Figueirinha, Milena Bordalo, Paulo Marcelo de Jesus e Noam Franchi embarcam para representar o Brasil em evento no Equador

 

O Maranhão estará presente na edição deste ano da Copa Pacífico de Águas Abertas.  O evento começou ontem (31 de julho) e prossegue até dia 6 de agosto, na cidade de Salinas no Equador. Nadadores da Atlef/Nina, os maranhenses Carol Hertel, Henrique Figueirinha, Milena Bordalo, Paulo Marcelo de Jesus e Noam Franchi foram convocados para integrar a Seleção Brasileira que vai competir ao longo desta semana.

Donos de resultados expressivos na temporada, os cinco atletas chegam à Copa Pacífico como destaques do selecionado brasileiro e com boas chances de conquistar medalhas no Equador. Do quinteto maranhense, Carol Hertel (bicampeã brasileira Absoluto), Henrique Figueirinha (campeão brasileiro Absoluto) e Noam Franchi (campeão brasileiro Juvenil) vão disputar as provas dos 10km em suas respectivas categorias.

Enquanto isso, Milena Bordalo (campeã brasileira Juvenil) e Paulo Marcelo de Jesus (campeão brasileiro Infantil) estão confirmados nas provas dos 5km. Para Alexandre Nina presidente da Federação Maranhense de Desportos Aquáticos (FMDA) e técnico da Seleção Brasileira, os atletas maranhenses estão em grande fase na temporada.

“Todos estão em um grande nível em 2023 e têm chances reais de buscar excelentes resultados. A convocação de cinco maranhenses é motivo de muita alegria. O esporte que temos feito é uma referência. Vale ressaltar o apoio de muitos parceiros e amigos para o desenvolvimento desse trabalho e, sobremaneira a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, que é uma bandeira no crescimento de atletas e clubes do nosso Estado. Nosso obrigado ao governo do Estado e à Equatorial Energia que têm sido um pilar desse projeto e nos dão suporte já há alguns anos. Sabemos que podemos contar com esse apoio e isso nos motiva a dar sempre o nosso melhor para vencer”, explicou Alexandre Nina.

Compartilhe este artigo