Fotógrafo Meireles Jr. lança décimo livro sobre arquitetura colonial de Portugal e São Luís 

Nedilson Machado
O fotógrafo Meireles Jr. , que lança o livro “Joias da Arquitetura Civil Portuguesa – Casario de São Luís do Maranhão” (Fotos/Divulgação)

A cada obra ele surpreende o público e se supera na arte de registrar as belezas do mundo

 

Ao completar 28 anos de carreira na fotografia o designer e fotógrafo Meireles Jr. lança seu décimo livro, dessa vez tendo como tema as joias da arquitetura civil portuguesa, também conhecida como arquitetura pombalina. Com um total de 135 páginas e 76 fotos, a obra foi viabilizada graças ao patrocínio da Potiguar e do Governo do Maranhão, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura. É um verdadeiro passeio no tempo, revelando emoções, estilos e tradições para muita além da arquitetura.

O lançamento e abertura da exposição fotográfica de “Joias das Arquitetura Civil Portuguesa” acontece nesta quarta-feira (20), às 19h, com coquetel e pocket show de Adriano Corrêa, Alberto Trabulsi e Mano Borges, na Fast Frame São Luís no Renascença. Meireles Jr. incentiva a doação de alimentos, que serão repassados às obras sociais da comunidade da Portelinha (Ilhinha) através do projeto Gratitude. Detalhe: quem doar uma cesta básica, ganhará R$ 50,00 de desconto na aquisição do livro.

Na sexta-feira (22), às 19h, Meireles Jr. realiza ainda uma noite de autógrafos da obra na sede da Livraria AMEI no São Luís Shopping.

Arquitetura pombalina

O livro explica a arte da arquitetura pombalina, estilo arquitetônico que surgiu em Portugal após o terremoto de 1755 que devastou Lisboa, quando o Marques de Pombal (daí o nome) à frente do governo da época, empreendeu esforços para a reconstrução da cidade e implementação de uma série de reformas urbanas que mudaram a cara da capital portuguesa.

A Arquitetura Pombalina é uma expressão dessas reformas e representa uma das maiores contribuições da cultura portuguesa para a arquitetura mundial. É um estilo que combina elementos do barroco, do rococó e do neoclássico, criando uma linguagem visual única e muito interessante.

As principais características da Arquitetura Pombalina são a simetria, a sobriedade e a funcionalidade. Os edifícios pombalinos são geralmente construídos em pedra ou tijolo, com fachadas lisas e poucos adornos. As janelas são retangulares e as portas são geralmente em arco.

Os edifícios eram de alvenaria, com paredes grossas e resistentes, que visavam garantir a segurança e estabilidade das construções.

Obra bilíngue

A obra bilíngue (inglês e português) “Joias da Arquitetura Civil Portuguesa – Casario de São Luís do Maranhão” é também um presente de Meireles Jr. nos 411 anos da capital maranhense, cidade retratada ao lado das portuguesas Lisboa, Porto, Braga, Coimbra, Sintra, Guimarães e Fátima. Meireles Jr. contou com a curadoria e apoio técnico dos professores Dra. Ingrid Gomes Braga e Dra. Margareth Gomes de Figueiredo (UEMA); Ma. Tayana Campos Figueiredo (UNDB) e do Dr. Márcio Augusto Roma Buzar.

“Como legado dessa obra, quero que fique o apelo à conservação dessa riqueza única que é o Centro Histórico de São Luís”, revela o autor.

Para Lena Brandão, superintende regional do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) “os casarões pombalinos em São Luís são verdadeiros tesouros arquitetônicos que merecem ser preservados e valorizados. Eles são testemunhos da história e representam um legado valioso que deve ser transmitido às futuras gerações”.

Compartilhe este artigo