Dia Nacional dos Animais: conscientizar sobre cuidados e carinho é fundamental

Nedilson Machado
Para além dos animais de estimação, a fauna costuma ser uma das grandes atrações de quem curte viajar (Fotos/Divulgação)

 

Nesta quinta-feira,  dia 14 de março, é comemorado o Dia Nacional dos Animais. A data tem o objetivo de conscientizar a população sobre os cuidados que devem ser dados aos animais, sejam domésticos ou selvagens. Com apoio do Ministério do Turismo, a capital do Ceará vem trabalhando na sua transformação como Destino Turístico Inteligente e, como um dos seus projetos, se tornou a primeira cidade a compilar em um guia opções de destinos Pet Friendly na cidade. Para quem gosta de viajar, poder levar seu bichinho de estimação junto com você é um privilégio.

Bares, restaurantes, hotéis e atrações turísticas têm se organizado para comportar não apenas os tutores, mas também seus pets. Fortaleza foi a primeira cidade do Brasil a contar com uma política pública de turismo voltada para o segmento de animais de estimação. A cidade lançou no ano passado um Guia Pet Frendly com dicas de locais para ir, se hospedar, comer e curtir com seus bichinhos.

Com o projeto Fortaleza Pet Friendly, promovido pela Prefeitura da capital, a cidade estimula os estabelecimentos a abrirem suas portas aos bichinhos de estimação. São bares, restaurantes, barracas de praia, shopping centers e até salões de beleza que aderiram à iniciativa e se reestruturaram para receber os amigos de quatro patas. É o caso das barracas de praia América do Sol, Nossa Praia, Guardeira Brasil, Orla Praia, dentre outras, localizadas na Praia do Futuro. Nesses locais o pet desfruta de sombra e água fresca, literalmente, pois todos têm um pote de água geladinha para oferecer aos animais visitantes e os famosos “cata-caca”, para não deixar nenhum dejeto sujando as praias.

Na hora de almoçar e jantar, a dica fica por conta de restaurantes como o Carneiro do Ordones, que, além de oferecer uma agradável varanda Pet Frendly, disponibiliza caminhas para que eles relaxem e um pote de água geladinho servido pelos garçons do local. Já na sorveteria Iceland, tem sorvetes também para os pets, feitos de frutas, além de potes de água individuais.

No quesito hospedagem, várias opções agora permitem que os tutores se hospedem com seus animais oferecendo tudo que eles precisam para relaxar. É o caso do Hotel Sonata de Iracema, localizado na Praia de Iracema. O local ganhou o prêmio de Melhor Hospedagem Pet Frendly do Guia. Eles oferecem um kit com caminha, comedouro, colchonete e tapete higiênico. Ou seja, o tutor não precisa se preocupar nem em levar as coisas básicas do seu amigo. Já no Hotel Gran Marquise, no Mucuripe, além do kit com comedouro, tapete higiênico e brinquedos, os amigos de quatro patas podem até frequentar a piscina com os hóspedes.

Acesse o Guia Pet Frendly completo da cidade de Fortaleza clicando AQUI.

TURISTA CONSCIENTE– Para além dos animais de estimação, a fauna costuma ser uma das grandes atrações de quem curte viajar. Há outras cidades brasileiras que fazem parte do projeto “Modelo DTI Brasil” e que desenvolvem e oferecem aos turistas produtos como Observação de Fauna ou Observação de Aves. Alguns dos exemplos de destinos considerados DTIs em Transformação que trabalham o tema são Campo Grande e Bonito, no estado do Mato Grosso do Sul, e Ponta Grossa, no estado do Paraná.

Se aventurar, observar animais selvagens e estar em contato com a natureza é mesmo uma delícia. Mas não podemos esquecer que o cuidado com os animais e seu habitat natural é peça chave para uma visita responsável e consciente.

Respeitar a fauna e a flora nativa é primordial. Lembre-se que antes de você chegar os animais selvagens já estavam lá e precisam de paz e sossego para se alimentar, descansar e viver com tranquilidade. Cuidar do seu próprio lixo também é primordial para não afetar o local onde os animais vivem. Observar a natureza e interferir o mínimo possível no dia a dia é a maneira certa de fazer um turismo consciente. (Por Cláudia Bispo/Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo)

Compartilhe este artigo