“Arte da Palavra”: o maior circuito literário do Brasil estará em itinerância no Maranhão

Nedilson Machado

Considerado o maior projeto de circulação da literatura nacional, o Arte da Palavra chega ao Maranhão este mês de setembro. Nesta edição, a programação acontece de 11 a 22/09 com as apresentações dos artistas Aliã Wamiri Guajajara (PI) e Wellington Sabino (MG) nos municípios de São Luís e Itapecuru-Mirim e a oficina “Cordel, Embolada, Repente e Rap”, ministrada por Clécio Rimas (PE), em São Luís.

As inscrições para a oficina “Cordel, Embolada, Repente e Rap”, ministrada por Clécio Rimas (PE), são gratuitas e abertas ao público. Os interessados podem se inscrever até o dia 15 de setembro, das 9h às 12h e das 14h às 16h, no Sesc Deodoro. A proposta consiste numa abordagem interativa sobre os aspectos relacionados à criação literária nos diversos tipos de poesia metrificada, além do estudo de técnicas inéditas para criação de repentes (glosas), rap e declamação de cordéis e emboladas.

Aliã Wamiri Guajajara (PI) realiza uma encantadora contação de histórias “Sentada na rede, minha avó cantava e contava histórias” apresenta uma série de narrativas do tempo da sua avó, Yhá Guajajara. A artista recria suas vivências da infância, quando era comum vê sua vozinha sentada na rede e os netos sentavam-se em volta para brincar, cantar e contar histórias, junto. Ela é arte educadora, produtora cultural, ilustradora e contadora de histórias, integrante da etnia Guajajara (MA), Timbira e Tabajara (PI).

“23 minutos” é um espetáculo poético que reflete sobre uma dura e cruel estatística brasileira: a cada 23 minutos um jovem negro é morto de forma violenta. Através das poesias contundentes e performances vibrantes do poeta Wellington Sabino (MG), que ator, diretor, poeta e Slammer, vencedor de diversas batalhas de poesia, autor do livro “Do tronco ao Enquadro”, é possível se emocionar e se conscientizar a cada verso recitado.

Considerado o maior circuito literário do país, a edição de 2023 conta com a participação de 51 autores/artistas, em bate-papos, oficinas, narração de histórias e performances poéticas, entre outras atrações de sua programação. Até dezembro, o projeto pretende percorrer 140 cidades de todas as regiões brasileiras, com mais de 492 atividades.

Compartilhe este artigo